quarta-feira, 23 de abril de 2014

NOVIDADE!!! #135

Olá gente lindaaaa!!
Já conferiram os lançamentos deste mês da Editora Galera Record?


Desejos
Autor(a): Alexandra Bullen
384 páginas | R$ 40,00


Sinopse: Para Olivia Larsen, nada poderia mudar o fato de que sua irmã gêmea, Violet, se foi... Até que um misterioso vestido de festa é deixado à sua porta, e ele é capaz de lhe conceder um único desejo. E a única coisa que Olivia quer é ter a irmã de volta.
Agora, as garotas têm uma nova chance de viver tudo o que sempre sonharam. De quebra, descobrem que existem mais dois vestidos com o mesmo poder. Ou seja, mais dois desejos novinhos em folha! Mas mágica não pode resolver tudo. E Olivia precisa confrontar os fantasmas de seu passado para aprender a rir, amar e viver novamente.

 Garota em foco (vol. 9)
Autor(a): Cecily von Ziegesar
272 páginas | R$ 38,00

Sinopse: Nesse nono volume de It Girl, mais um ano! É janeiro, os alunos estão de volta às aulas, e logo chegam as surpresas: alunos novos. Mais que isso, um reitor novo, o Dr. Dresden e seus dois filhos. Isaac e Isla Dresden são a nova sensação do campus, e toda a escola está fervilhando de fofocas. Trabalhos, grupos, intrigas e festas irão fazer o ano ferver. Tudo pode acontecer.
Um dos motivos que tornam as séries It Girl e Gossip Girl tão reais é que sua autora, Cecily von Ziegesar, foi criada na alta-roda nova-iorquina e aluna de um dos colégios mais chiques da cidade, convivendo com pessoas tão requintadas, elegantes, fúteis e divertidas como os personagens que criou.

Sempre teremos o Verão
Autor(a): Jenny Han
319 páginas | R$ 35,00


Sinopse: No fundo, Belly sempre esteve dividida entre os Fisher. Mas isso parecia ter ficado no passado. Assim como os incríveis dias de verão na casa de praia em Cousins Beach. Conrad, seu primeiro amor, se tornou apenas uma recordação. Agora, era Jeremiah quem ela amava, era com ele que Belly imaginava o futuro. Então, eles resolvem se casar e passar o resto da vida juntos, mesmo que para isso precisem enfrentar as famílias, que desde o início são contra essa decisão. Mas quando Belly retorna à casa de praia e reencontra Conrad, antigos sentimentos vêm à tona. Com o dia do casamento se aproximando, as incertezas só aumentam. Seria possível voltar atrás? Ou melhor, seria o certo a fazer? Mais uma vez ela está na casa de praia, dividida entre os dois únicos meninos que já amou. Neste último volume da aclamada série O verão que mudou minha vida, Belly está mais madura e se vê diante de uma importante decisão que mudará sua vida e a dos Fisher para sempre.

 Diários do Vampiro - Caçadores - Canção da Lua (vol. 2)
Autor(a): L. J. Smith
272 páginas | R$ 30,00

Sinopse: Após lutar com os kitsune e escapar dos horrores da Dimensão das Trevas, Elena está prestes a embarcar numa nova jornada: ir estudar em Dalcrest College, a universidade onde seus pais se conheceram.
Tudo parece estar indo bem. Seu relacionamento com Stefan está melhor do que nunca e Damon aparenta estar mudado, mais calmo e se dando bem com todos. Só que quando estudantes começam a desaparecer misteriosamente do campus, todos se tornam suspeitos. Principalmente depois que Elena descobre um segredo escondido há muito tempo.

Diablo III - Tempestade de Luz
Autor(a): Nate Kenyon
336 páginas | R$ 38,90


Sinopse: Tyrael, agora um ex-arcanjo mortal, parte em uma tarefa impossível: roubar a Pedra Negra das Almas do coração da cidade prateada. Para isso, junta um grupo de guerreiros improvável e reforja a aliança com os Horadrim. Entre os escolhidos estão um guardião da lâmina El’druim, uma feiticieira, um monge de Ivgorod e um misterioso necromante. Deles depende não apenas o futuro de Santuário, como o destino da humanidade e o Equilíbrio entre Trevas e Luz. Conseguirão completar sua missão antes que o Paraíso Celestial se perca para sempre?
***
Beijos e amassos!!



terça-feira, 22 de abril de 2014

RESENHA: Orgulho e Preconceito

Editora: Martin Claret
Autor(a): Jane Austen
Número de Páginas: 472

Sinopse: A obra literária de Jane Austen deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns. De aguda percepção psicológica, seu estilo destila sempre uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. "Orgulho e Preconceito" (1797) é a obra mais conhecida da autora. Jane Austen mostrou como o amor entre os protagonistas era capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade da época. A crítica veio a considerá-la a primeira romancista moderna da literatura inglesa.
Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

Olá gente lindaaaa!!
Acabo de reler "Orgulho e Preconceito" e foi como na primeira vez, me diverti com as tiradas ácidas do sr. Bennet, com língua afiada de Elizabeth e me apaixonei (de novo) pelo contido e mal interpretado sr. Darcy. <3 Estou pronta para assistir ao filmes pela 75758696060ª vez. ^^

Como é típico de Austen, ou melhor, como era típico da época em que seus livros foram escritos, a história gira em tordo do casamento, da necessidade do casamento. A sra. Bennet é um ótimo exemplo de mãe desesperada por ter em casa cinco filhas solteiras, uma delas com idade já bem avançada (20 anos). Assim, com a chegada do jovem solteiro e cobiçado sr. Bingley na redondeza, ela (e todas as mães de moças solteiras da região) ficam loucas para fisgar o rapaz. 
Acompanhado de seu melhor amigo, sr. Darcy, os dois solteiros são a sensação do momento. O sr. Darcy é ainda mais desejado que o amigo, afinal, é muito mais bonito e rido. Entretanto, logo no primeiro baile oferecido pelo novo morado de Hertfordshere, o orgulho e arrogância de Darcy são conhecidos. Além de não fazer questão de se misturar com nenhum dos presentes e não dançar com nenhuma jovem, o rapaz desdenha de Elizabeth ( e é ouvido por ela sem saber). 
"A inteligência de Bingley não era de modo algum deficiente, mas a de Darcy era superior. Era ao mesmo tempo arrogante, reservado e exigente, e os seus modos, embora educados, não eram convidativos. Sob esse aspecto, seu amigo levava ampla vantagem. Bingley tinha a certeza de agradar onde quer que aparecesse, e Darcy era sempre desagradável." (página 26)
A antipatia de Elizabeth por Darcy é quase imediata e o fato de o rapaz menosprezá-la e parecer tão incomodado diante dela e de sua família vulgar não ajuda muito. Enquanto sua irmã Jane e o sr. Bingley parecem encantados um com o outro, a cada vez que se encontram Elizabeth e Darcy esbanjam hostilidade. Ele, na verdade, esbanja indiferença e ela, ofendida (embora não admita), não perde a chance de usar sua língua afiada para deixá-lo constrangido.
"Tendo esperado humilha-lo, Elizabeth ficou pasma com a galanteria, mas havia um misto de doçura e de malícia nos gestos dela que lhe dificultava humilhar quem quer que fosse; e Darcy jamais fora tão atraído por uma mulher quanto por ela. Realmente acreditou que se não fosse a inferioridade da família dela, estaria em apuros." (página 69)
Como já citei no início dessa resenha, o sr. e a sr. Bennet possuem cinco filhas moças, portanto nenhum herdeiro. Como nesse período a organização familiar era dominada morgadio, assim sendo, o herdeiro direto de um homem de posses (fossem quais fossem) era o primeiro parente homem mais próximo. Como o casal não concebeu nenhum herdeiro, a propriedade da família seria entregue ao sobrinho do sr. Bennet, o peculiar sr. Collins.
Em uma visita nada desejada, o tal sr. Collins passa alguns dias com a família Bennet, impondo às primas sua desagradável presença. Sua intenção é conseguir, dentre elas, uma esposa que agrade sua bem feitora lady Catherine De Bourgh. A vítima escolhida é Elizabeth, que não hesita em recusar sua tão confiante proposta de casamento. Para desgosto da sra. Bennet, a única filha que em algum momento teve a oportunidade de conseguir um bom casamento (afinal, casando-se com o sr. Collins, ela herdaria a propriedade da família) declina da proposta. Mais desgostosa ainda ficaria a mãe, se viesse a saber que, pouco tempo depois, outra proposta seria recusada.
"- Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos. Você tem de me permitir dizer com quanto ardor eu admiro e amo você." (página 240)
Qual não foi a surpresa de Elizabeth ao receber uma proposta do sr. Darcy! E qual não foi a surpresa do cavalheiro ao receber dela uma recusa veemente! Tão orgulhoso de si, ele nem cogitou a hipótese de não ter a proposta aceita, afinal ele estava passando por cima de seus próprios princípios ao propor casamento a uma moça de família tão inferior. Ela, por sua vez, notando que ele tinha sua aceitação como certa, conseguir dar maior ênfase em sua recusa.
Entretanto, com cada um seguindo seu próprio caminho após a discussão calorosa que seguiu a proposta fracassada, Elisabeth foi descobrindo coisas a respeito de Darcy que acabaram por desconstruir a imagem deformada que ela formara dele. Ela começou a sentir que poderia amá-lo, mas já não era possível almejar que ele a tivesse em alta conta após suas duras palavras.
***
Ahhhh sr. Darcy! <3
Confesso que no início, é fácil entender a antipatia de Elizabeth em relação ao sr. Darcy, mas, por outro lado, pode-se dizer que a entendemos porque conhecemos apenas o seu ponto de vista. Embora o livro seja narrado em terceira pessoa, conhecemos basicamente a perspectiva de Lizzy sobre tudo, o que culmina em certo julgamento em relação ao sr. Darcy.
É tão fofo vê-lo (ou lê-lo) tão desconcertado na presença de Elizabeth! *-*
Me divirto horrores com os diálogos pomposos do sr. Collins! Ele é tão sem noção que não podemos fazer outra coisa a não ser rir dele.
Eu super recomendo esse livro para quem quer viajar pela Inglaterra do século XIX, mergulhar em meio a muitas fofocas... muitos encontros e desencontros e um romance sutil, nada meloso, mas lindo.
P.S.: a primeira impressão nem sempre deve ser a que mais vale! ;)

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!



domingo, 20 de abril de 2014

FELIZ PÁSCOA!!!

Olá gente lindaaaa!!!

Só estou passando para desejar a todos vocês uma excelente Páscoa.
Que além de muito chocolate e muitos livros, cada um de vocês esteja rodeado e amor e fé em Jesus Cristo!
Que não nos esqueçamos do verdadeiro significado do dia de hoje.



***
Beijos e amassos!!




sábado, 19 de abril de 2014

Na Minha Caixa de Correio!! #121


Olá gente lindaaaa!!
Confiram os livros lindos de morrer que recebi na última semana. ^^
Quanto as minhas leituras, infelizmente não consegui concluir nada por conta do volume de coisas da faculdade que tenho para ler e fazer e entregar e ler e etc., mas sigo tentando ler dois livros ao mesmo tempo. haha

PARCERIA:

- Os Solteiros - Meredith Goldstein (Editora Novo Conceito)
256 páginas (amarelas).



- Um Herói para Ela - Lu Piras (Editora Novas Páginas)
336 páginas (amarelas).



- A Rosa da Meia-Noite - Lucinda Riley (Editora Novo Conceito)
574 páginas (amarelas).



- O Retrato - Charlie Lovett (Editora Novo Conceito)
416 páginas (amarelas).



- Boneca de Ossos - Holly Black (Editora #Irado)
224 páginas (amarelas).


O livro veio nesse kit fofinho! *-*



VISÃO GERAL:


Recebi também essa bolsa. Gente, você não tem noção do tamanho. cabe o mundo nela. :P



COMPREI:

- Resolvi fazer minha própria TRB Jar e já comprei dois potinhos e papel colorido. Só falta decidir se vou usar o menor ou o maior. O que você sugerem?


***
LENDO:

- Orgulho e Preconceito - Jane Austen (Martin Claret)

- 12 Anos de Escravidão - Solomon Northup (Grupo Editorial Pensamento)

***
Beijos e amassos!!





quinta-feira, 17 de abril de 2014

Na Telinha ou na Telona... #32


Olá gente lindaaaaa!
Hoje venho falar com vocês sobre mais um dorama (eu realmente devia mudar o nome dessa coluna...), a versão japonesa do dorama You're Beautiful, intitulada Ikemen Desu Ne.


Sinopse: Baseado no drama coreano You're Beautiful, Ikemen Desu Ne conta a história da banda A.N.JELL que, ao procurar por um novo membro, depara-se com Sakuraba Mio. Porém, este não pode entrar para a banda no momento e, para não perder a chance de conquistar seu sonho, sua irmã gêmea (Sakuraba Miko) assume seu lugar. Ela terá que fingir ser o seu irmão e conviver com os outros três garotos da banda...
P.S.: Sinopse retirada do blog Tadaima Dramas.


ELENCO PRINCIPAL:

- Takimoto Miori como Sakuraba Mio / Sakuraba Miko (Irmãos gêmeos que sonham encontrar a mãe e, para isso Mio deseja ficar famoso; ao ver esse sonho indo por água abaixo, Miko assume o lugar do irmão em uma boyband);
- Tamamori Yuta como Katsuragi Ren (líder da banda A,N.Jell; egocêntrico, cheio de manias, mas com um coração sofrido pela falta de afeto da mãe);
- Fujigaya Taisuke como Fujishiro Shu (fofo da banda; um rapaz gentil e carismático; torna-se rival de Ren);
- Yaotome Hikaru como Hongo Yuki (o mais divertido e feio da banda; com ele é descontração na certa).

Minha opinião: Gostei!
Quem assistiu You're beautiful não encontrará muita novidade nesse dorama. Apesar de algumas diferenças sutis (ainda que raras), o dorama é quase totalmente fiel a versão coreana. Entretanto, ao amantes de novelas orientais, é diversão garantida.
No que se refere à aparência do elenco, achei o Ren um gatinho, o Shu aceitável e o Yuki um filhote de cruz credo. Sério, gente!  Não faz sentido ele interpretar um membro de uma boyband, uma vez que os integrantes precisam ser minimamente bonitos, né!?

Bem, vamos à história.
Miko está pronta para viajar para roma e se tornar uma freira. Após crescer em um convento, ela não consegue se imaginar sendo outra coisa. Porém, ao receber a visita do agente de Mio, seu irmão gêmeo, ela precisa tomar uma difícil decisão: seguir seu caminho ou se passar pelo irmão durante três meses e garantir a realização de um sonho antigo, o de encontrar a mãe.
Não é tarefa fácil se passar por um garoto morando na mesma casa que os outros integrantes da banda. E o fato de o líder não suportar a presença de Mio não ajuda em nada. Além de fazer todos acreditarem que é Mio, Miko precisa conseguir a aceitação do tal líder.
Desde o começo a relação entre eles é tensa, porém as situações em que a desastrada Miko acaba testando a paciência de Ren são impagáveis.
Por um lado torcemos para que ele se deixe conquistar por Miko, uma vez que ele acaba descobrindo que ela é uma garota. Por outro, dá dózinha do pobre Shu que desde o início parece perceber sua real identidade e é sempre atencioso.
O Yuki, por sua vez, apesar de ser feio como o diabo (ok, não é para tanto, mas ele contrasta demais com os outros e destoa da imagem de cantor de boyband que eu tenho na minha cabeça hahah), nos arranca boas risadas com suas preocupações acerca da própria sexualidade já que se sente atraído por Mio (Miko).
Não posso deixar de citar a pequena participação do Jang Geun Suk (Ren da versão coreana) no drama. A cara de ciúme do Re (japonês) foi impagável hahaha.
Não tenho muito mais o que dizer, nem muito o que comparar porque, diferentemente das outras vezes em que resolvi comparar duas versões de um mesmo drama, You're Beaufiful e Ikemen Desu ne são realmente muito semelhantes. Só posso dizer que achei a Mio uma gracinha! Ela ficou linda com o corte de cabelo "masculino" e tem uma voz suuuuper doce.

A trilha sonora é praticamente idêntica a da versão coreana, mas em japonês, lógico. Confiram: Alone (Takimoto Miori), Miss You (Tamamori Yuta), Promise (A.N.Jell).

Se você se interessou e quer assistir esse drama, os 11 episódios estão disponíveis online (e legendados, claro) no Dopeka.com.

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!



quarta-feira, 16 de abril de 2014

NOVIDADE!! #134

Olá gente lindaaaa!!!
Confiram os lançamentos de abril da Editora Gente e da ÚNICA Editora. ;)



O Teste
Autor(a): Joelle Charbonneau
320 páginas | R$ 34,90

Sinopse: No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam.
Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

O que falta para você ser Feliz?
Autor(a): Dominique Magalhães
176 páginas | R$ 24,90

Sinopse: Por que há tanta gente infeliz, estressada, ansiosa ou, o pior de tudo... apática?
Passando por casos reais – e que são comuns a todos nós –, a autora mostra que, apesar de todos acharmos que estamos buscando a felicidade, a grande maioria das pessoas sente um vazio interior difícil de sanar.
Para definir o que constrói a felicidade não faltam clichês. Os cartões de aniversário e as revistas falam de momentos únicos, lembranças de tirar o fôlego, experiências que constroem a alma e amigos que tocam direto no coração. Enquanto somos pressionados a ter tudo isso, mal conseguimos terminar o dia sem dar um suspiro de frustração. O que falta?
A autora lhe convida a uma jornada de autoconhecimento, questionando seus hábitos mais imperceptíveis e suas crenças estabelecidas. Assuma um compromisso consigo mesmo! Aceite o desafio e adote em sua vida o método criado para que você seja tudo aquilo que pode e merece ser. Encare o que falta para você ser feliz.

Devoção
Autor(a): J. C. Reed
288 páginas | R$ 29,90

Sinopse: Com uma promissora carreira pela frente, Brooke Stewart não é o tipo de pessoa que se envolve em relacionamentos, principalmente em seu trabalho. Entretanto, ao ser enviada para fechar um grande negócio na Itália, ela percebe que uma das peças-chave do seu novo projeto é o cara que ela havia abandonado dias antes em sua cama.
Jett era um homem de negócios. E altamente atraente. Seu sorriso malicioso escondia seus verdadeiros intuitos e seus olhos verdes eram um convite permanente. Sexy e arrogante, um cretino e um estranho, disposto a conseguir tudo o que quer e, desta vez, ele desejava Brooke, não importando o preço a pagar.
Então, quando eles percebem que essa relação pode afetar o mundo dos negócios, surge um contrato...

Transformando grama em ouro
Autor(a): Julio Casares
160 páginas | R$ 29,90

Sinopse: Em um mundo que fica cada vez mais competitivo, o que mais se ouve é “não deu para fazer o projeto dos sonhos porque não tinha dinheiro para isso”, ou “não desfrutamos das férias que desejávamos porque não deu tempo de planejar”, ou ainda “nosso emprego não é satisfatório porque não houve oportunidade melhor”. A carência de recursos naquilo que tentamos fazer é apontada o tempo todo e, no âmbito de uma empresa, esse sintoma toma proporções gigantescas. 
Como, então, fazer uma campanha de marketing se não há dinheiro para material e publicidade? Como fazer o cliente se apaixonar por sua marca, se tornar um fã fiel, quando todos os recursos se resumem a argumentação? Se não há fogos de artifício, nem dinheiro para comprar anúncios de televisão ou para contratar grandes agências de publicidade? E – ainda por cima! – você trabalha com uma equipe reduzida e estafada? 
Julio Casares pegou todas essas dificuldades e se tornou um verdadeiro mestre em fazer qualquer negócio gerar dinheiro. Qualquer negócio mesmo!  
Transitando por áreas altamente competitivas ao longo de sua carreira, ele criou a prática de descobrir os tesouros escondidos que todo negócio possui – mas que precisam de esforço, foco e planejamento para ser encontrados – e, depois que são trazidos à luz, apresentam lucros jamais esperados! 
Conheça como opera o homem que transforma grama em ouro e programas antigos de televisão em líderes de audiência. Existe um mundo de tesouros escondidos à sua espera. 

***
Beijos e amassos!!



segunda-feira, 14 de abril de 2014

RESENHA: Belleville

Editora: Novas Páginas
Autor(a): Felipe Colbert
Número de Páginas: 304

Sinopse: Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...


Olá gente lindaaa! Hoje venho conta para você o que eu achei da aposta nacional da Novo Conceito para o mês de abril. Quando recebi a caixa dos sonhos lançamentos, tive muita dificuldade em decidir por qual livro começar a leitura, mas no final das contas acabei optando pelo livro do autor nacional Felipe Colbert, Belleville.

Lucius é um jovem que acaba de entrar para a universidade e, de mudança para Campos do Jordão, onde cursará cinco anos de Matemática, ele se depara com um casarão antigo (seu novo lar), praticamente caindo aos pedaços. A casa parece gemer a cada passo, mas o valor pago pelo aluguel é super compensador.
O acaba lhe chamando a atenção, é uma estrutura de madeira, ou pelo menos parte de uma, no terreno atrás da casa. O que seria aquilo? Alguns dias após de estabelecer na casa, Lucius resolve aproveitar um pouco mais os ambientes da casa, como a biblioteca, por exemplo, que abriga uma diversas prateleiras recheadas de livros. Entre eles, Lucius acaba encontrando uma velha fotografia, ainda em branco-e-preto. A fotografia não tem nenhuma anotação, nenhum nome, nenhuma data. De repente ele gostaria de saber o nome da garota, cuja beleza foi eternizada naquele pedaço de papel.
"O preto-e-branco da fotografia revelava os traços singelos de uma moça, num vestido claro, ajoelhada na terra. No rosto sereno e delicado, ela sustentava um sorriso triste. Nas mãos, segurava uma espécie de caixa. De repente me peguei estudando a foto, como se a garota fosse me dizer alguma coisa." (página 21)
Curioso em relação a caixa que a garota da foto parece ter enterrado, Lucius logo dá um jeito de descobrir sob que pilar de madeira, dentre os vários que há no terreno atrás da casa, a caixa está enterrada. Dentro da caixa, como Lucius vem a descobrir, há uma carta de Anabelle, com certeza a garota da foto. A carta, datada de 1964 e endereçada a qualquer desconhecido, conta um pouco de sua vida e do sonho de seu pai: construir uma montanha-russa no terreno. Belleville.
Como Lucius não tem dinheiro suficiente para atender o pedido de uma desconhecida, que já deve estar morta, ou no mínimo com 70 anos, ele resolve deixar uma carta ao próximo morador. Colocando sua carta junto a primeira dentro da caixa, ele enterra novamente e tenta colocar uma pedra no assunto. 
Porém, dias depois, Lucius resolve desenterrar a caixa e retirar sua carta. De todo modo, é pouco improvável que alguém a encontre. Para sua surpresa, porém, sua carta sumiu e, em seu lugar há uma carta, escrita em um papel antigo. Endereçada a ele. Isso mesmo, uma carta escrita em 1964 endereçada a ele. No início parece não passar de uma brincadeira de mal gosto de alguém que o anda observando, porém, após uma constante troca de cartas, ele acaba se convencendo que, de algum modo surreal, ele está se correspondendo com uma jovem de 18 anos, que vivem no ano de 1964. Nem preciso dizer que o fator 'carta' jé me ganhou, né?! Vocês sabem que eu amo cartasss (ainda que fictícias e não endereçadas à mim...).
"Daqui para a frente, convenci-me de que transitaria entre a realidade e o cenário de um sonho constante, porém menos espesso e absorvente do que o absurdo. Sendo assim, não bastava acreditar em Anabelle: era necessário descobrir o que eu podia fazer por ela." (página 149)
Gostei da dinâmica do livro, que intercala o ponto de vista de Anabelle e Lucius, ambos em primeira pessoa. Porém, apesar de a relação entre eles ir se desenvolvendo em um rítmo razoavelmente convincente, achei a obsessão entrega de Lucius meio fora do normal (não que tenha algo de normal em se comunicar com alguém de cinquenta anos atrás, mas...) e achei algumas atitudes dele bem irresponsáveis. Não sei se alguém poderia se apaixonar PLATONICAMENTE a tal ponto de cogitar jogar tudo para o alto.
Gostei bastante do Lucius, mas me encantei e me emocionei, em diversos momentos com Anabelle, sua solidão e seu gato Tião. Gostei do final e, apesar de ser previsível, consegue causar aquele gelinho na boca do estômago de ansiedade.
"Não sei como serão os próximos cinquenta anos que terei que enfrentar sem você. Espero que um dia voltemos a nos encontrar, seja nesta realidade ou em outra. E, se acontecer, que os deuses sejam generosos e permita que eu a toque." (página 233)
*** 
Não posso deixar de parabenizar a Editora Novo Conceito por estar abrindo cada vez mais espaço para os autores nacionais. Até agora, relembrando os que eu li, posso dizer que a nova literatura brasileira não deve nada aos best sellers importados.
Ahhh, o curioso é que assim que terminei de ler o livro, comecei a assistir um dorama e adivinhem: tem viagem no tempo envolvida também, mas o invés de cartas quem viaja no tempo é o mocinho e, ao invés de 50 anos, o período de tempo que o separa da mocinha é de 300 anos! Estou A-M-A-N-D-O! Logo, logo falo dele para vocês.
Voltando ao livro... foi uma leitura bastante agradável apesar de algumas atitudes extremas e pouco convincentes de Lucius. Recomendo!

Classificação:

***
Espero que gostem!!

Beijos e amassos!!